17 de July, 2024
TAPUMES dos Ingleses privam crianças e jovens de escolas de irem à praia por falta de estacionamento para autocarros
Destaques NotíciaCascais24Horas

TAPUMES dos Ingleses privam crianças e jovens de escolas de irem à praia por falta de estacionamento para autocarros

Jun 13, 2024
AUTOCARROS estacionavam até aqui no parque de terra batida da Quinta dos Ingleses

Por Valdemar Pinheiro | 18h08

São largas as centenas de crianças e jovens de escolas de Cascais e de outras áreas da Grande Lisboa que, este ano, estão impedidas de frequentarem a praia de Carcavelos, tudo porque os autocarros fretados pelos estabelecimentos de ensino não dispõem de estacionamento.

Em causa estão os tapumes que vedaram a Quinta dos Ingleses e onde, até aqui, ao longo de vários anos, os autocarros estacionavam, permitindo o desembarque e embarque, em segurança, e acesso direto à praia através do túnel, de crianças e jovens entre os 3 e os 16 anos.

Tradicionalmente, em julho, uma média diária de 70 a 80 autocarros de diversos operadores estacionavam na área.

Fonte municipal, contatada por Cascais24Horas, afirmou, a propósito, que “até agora, o estacionamento era feito em área privada, atualmente vedada com tapumes” e que a “alternativa, este ano, terá de ser e de procurar outras áreas balneares, onde exista capacidade de estacionamento”.

De acordo com a mesma fonte, “as obras em curso na Quinta dos Ingleses, que vão criar os parques de estacionamento públicos, só estarão concluídas no primeiro trimestre de 2025”.

Alternativas

Já alguns encarregados de educação de crianças e jovens de creches e escolas do concelho de Cascais consideram existir, pelo menos, quatro alternativas para que possam continuar a ter acesso em julho à eleita praia de Carcavelos.

Um deles, Tiago S, enviou mesmo a diversas entidades, a principal das quais a Autoridade de Transportes de Cascais, uma exposição na qual apela a uma solução e avança com alternativas.

Uma delas passaria por disponibilizar metade do parque de estacionamento, gerido pela empresa municipal Cascais Próxima, onde estão situados os restaurantes Pastorinha e Capricciosa, uma outra o corte de um pequeno troço da faixa de rodagem da Marginal, com assistência policial diária, por forma a criar uma box para os autocarros puderem realizar as operações de desembarque e embarque.

Duas outras alternativas são avançadas, uma delas o município entrar em acordo com o proprietário da Quinta dos Ingleses para que fosse possível, única e simplesmente em julho, os autocarros fazerem uso do parque de terra batida até aqui utilizado e, finalmente, uma outra em que pudesse ser utilizado um parque de terra batida existente junto às ruas da Torre e dos Gerânios, em que a Câmara Municipal interditasse a ligeiros, permitindo a concentração de autocarros no âmbito de um programa “Transporte Praia Segura”, a vigorar única e exclusivamente durante o mês de julho.

1 Comment

  • Não privam. Não tivesse havido uma ocupação abusiva e o parque tinha continuado.

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *