17 de July, 2024
JOSÉ Castelo Branco terá recusado levar Betty para hospital público quando ambulância do INEM chegou ao hotel Inglaterra
Atualidade NotíciaCascais24Horas

JOSÉ Castelo Branco terá recusado levar Betty para hospital público quando ambulância do INEM chegou ao hotel Inglaterra

Mai 7, 2024

Por Valdemar Pinheiro | 16h30

José Castelo Branco, detido esta terça-feira, de manhã, por suspeita de violência doméstica contra a mulher, Betty Grafstein terá recusado no dia em que ela sofreu uma queda quando ambos estavam hospedados no Hotel Inglaterra, no Monte Estoril, o seu transporte para o Hospital de Cascais, apurou Cascais24Horas.

Foi no dia 20 de abril, pouco antes das seis horas da tarde, que o Codu acionou a ambulância do INEM dos Bombeiros do Estoril para uma situação de traumatismo/queda.

No local, Castelo Branco informou a tripulação da ambulância do INEM que Betty devia ser conduzida ao Hospital Cuf Cascais.

Foi, então, informado de que a ambulância do INEM só podia realizar o transporte para um hospital público, tendo, então, recusado que fosse transportada ao Hospital de Cascais.

Fontes dos Bombeiros não confirmaram, nem desmentiram, a Cascais24Horas este episódio.

A milionária norte-americana, 95 anos, inicialmente assistida pela tripulação do INEM, acabou por seguir para o Hospital Cuf Cascais em meios próprios.

Foi no Cuf Cascais que Betty Grafstein acabou por denunciar que fora empurrada por Castelo Branco, de quem era vítima de situações que, segundo as autoridades, podem configurar crime de violência doméstica.

CASTELO Branco foi detido quando saia de casa de Marluce, no Estoril, para ser interrogado por alegada violência doméstica contra Betty Grafstein ainda internada no CufCascais

Na sequência da abertura de inquérito, coordenado pelo Ministério Público de Sintra, Betty foi ouvida na semana passada, no Cuf Cascais, por investigadores do NIAVE da GNR a quem foi delegada a investigação.

Esta terça-feira, de manhã, ao sair de casa de Marluce, que o acolheu, no Estoril, e quando planeava dirigir-se à TVI para dar uma entrevista no programa Dois às 10, de Cristina Ferreira, José Castelo Branco foi abordado pelos investigadores do NIAVE, com base num mandado de detenção fora de flagrante delito, emitido pela autoridade judicial.

TVs esta manhã junto ao Subdestacamento da GNR de Alcabideche (Créditos: Paulo Moreira | Cascais24Horas)

Conduzido ao Subdestacamento da GNR de Alcabideche, onde os investigadores do NIAVE elaboraram o expediente relativo à detenção, José Castelo Branco seguiu depois, sob custódia, para o Tribunal de Sintra para ser interrogado.

Porém, devido à greve dos funcionários judiciais, a diligência foi adiada para esta quarta-feira, de manhã.

José Castelo Branco vai pernoitar na sala de detenção do Subdestacamento da GNR de Alcabideche.

Notícias relacionadas

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *