17 de July, 2024
TRÊS mortos nas estradas de Cascais
Atualidade Segurança

TRÊS mortos nas estradas de Cascais

Mai 9, 2024
Estradas de Cascais registaram três mortos no ano passado (Créditos: Cascais24Horas | Arquivo)

Por Redação | 16h44

As estradas do concelho de Cascais registaram três mortos, entre janeiro e dezembro do no ano passado, segundo o Relatório Anual de Sinistralidade Rodoviária, cuja estatística foi divulgada esta quinta-feira pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

Duas das vítimas morreram devido a despistes – um na rua da Torre e outro na EN247 ao km 91,2.

Uma terceira morreu em consequência de uma colisão na avenida da República.

De acordo com o relatório, dois dos acidentes com mortos registaram-se em vias sob responsabilidade do município de Cascais e um outro na Infraestruturas de Portugal.

O relatório não especifica, no entanto, os número de acidentes de viação por concelhos, nem de feridos graves e ligeiros.

(Créditos: Cascais24Horas | Arquivo)

No geral, foram registados nas estradas do Continente e das Regiões Autónomas 36.595 acidentes, dos quais resultaram 479 mortos, 2.646 feridos graves e 42.890 ligeiros.

As colisões foram os acidentes mais frequentes, correspondendo a 52,7% com 40,9% das vítimas mortais e 45,9% dos feridos graves.

Já os despistes representaram 33,9% do total de acidentes e foram responsáveis pela maior proporção de vítimas mortais com 47,3%.

Relativamente à condução sob o efeito do álcool, foram submetidos ao teste de pesquisa 2,3 milhões de condutores, um aumento de 26,5% comparativamente a 2022. A taxa de infração (nº de infrações por álcool/nº de testes efetuados) desceu de 1,9% em 2022 para 1,7% no último ano, segundo, ainda, os dados do mesmo relatório.

A criminalidade rodoviária, medida em número total de detenções, aumentou 24,2% por comparação com 2022, atingindo 40,6 mil condutores. Do total, 54,9% deveu-se à condução sob o efeito do álcool (+26,2%), seguindo-se 36,9% por falta de habilitação legal para conduzir (+34,8%).

Desde a entrada em vigor do sistema de carta por pontos, em junho de 2016, e até ao final do ano passado, 687,5 mil condutores perderam pontos na carta de condução, além de que 2.987 viram o título de condução cassado.

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *