18 de July, 2024
Europa Agora!
Artigos de opinião

Europa Agora!

Jun 5, 2024
Publicado às 21h11

Devemos agradecer a Mário Soares pela sua visão que desejou e concretizou Portugal na CEE hoje UE, algo que na altura foi contestado por muitos, mas que o futuro, felizmente, comprovou que tinha razão.

Sabemos o impacto que a União Europeia tem nas nossas vidas através dos mais diversos programas como o Erasmus+ ou o Corpo Europeu de Solidariedade, seja pela aplicação de medidas que tem impacto em todos nós como o Cartão Europeu de Seguro de Doenças, a Moeda Única ou o acordo Schengen que permitiu a livre circulação de pessoas e mercadorias dentro dos estados-membros e, como é óbvio, os fundos europeus que ajudam a desenvolver o nosso País.

No entanto, devemos ter consciência da importância do Parlamento Europeu onde Portugal tem 21 lugares que vão ser atribuídos aos partidos no próximo dia 9.

O Parlamento Europeu tem diversas funções, sendo as mais relevantes a codecisão de políticas europeias no âmbito de acordos comercias, proteção do consumidor, ação climática, economia digital, questões sociais, bem como o orçamento de toda a união, sendo este que fiscaliza a comissão europeia e elege o seu presidente, podendo ainda alterar as propostas legislativas apresentadas pela comissão.

O Parlamento Europeu é de longe um dos mais importantes órgãos da união, sendo por isso mesmo relevante estarmos atentos a ele e exercer o nosso direito de voto aquando das suas eleições.

Estas eleições são importantíssimas para o projeto Europeu que sempre se destacou pelos seus valores e princípios, tornando a Europa num espaço de Solidariedade, de Democracia, de Liberdade e de respeito pelos Direitos Humanos.

Mas tudo isso está a ser posto em causa. Por isso mesmo é da maior importância que os partidos políticos sejam coerentes, defendendo os mesmos princípios e valores em Portugal e na Europa, caso contrário estarão a defraudar os seus eleitores.

Mas apenas isso não basta. É necessário que os partidos estejam preparados para as necessidades atuais, pois a Europa necessita urgentemente de justiça social, de desenvolvimento económico e de desenvolvimento sustentável.

A Europa tem de conseguir responder a todos, protegendo e respeitando todos aqueles que vivem cá ou que escolheram estudar, trabalhar ou viver no espaço europeu.

Não podemos ter nenhum ser humano a ficar para trás, devemos renovar este projeto e reforçar a Europa Social para que proteja os que mais precisam, que cuide dos mais velhos e prepare os mais novos, uma Europa que promova a paz construindo pontes e destrua muros.

Estes são os desafios que a Europa tem para enfrentar e a que os partidos tem de responder, mas para isso é necessário que no dia 9 de junho todos nós exerçamos o nosso direito de voto nestas eleições que trazem a novidade do voto em mobilidade. 

*Presidente da Juventude Socialista (JS) de Cascais

Outros artigos de VASCO PRADA

– Os artigos de OPINIÃO publicados são da inteira responsabilidade dos seus autores e não exprimem, necessariamente, o ponto de vista de CASCAIS24HORAS

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *