18 de July, 2024
CRIME DE CARCAVELOS. Jovem brasileiro foi morto à paulada por conterrâneo que ficou em prisão preventiva
Justiça

CRIME DE CARCAVELOS. Jovem brasileiro foi morto à paulada por conterrâneo que ficou em prisão preventiva

Mar 6, 2024
BRUNO Ribeiro, à esquerda, foi morto à paulada por Josimar Almeida à direita

Por Redação | 15h50

Bruno Silva Ribeiro, 22 anos, de nacionalidade brasileira, foi, afinal, morto à paulada e não à pancada, este sábado, de madrugada, pelo conterrâneo, Josimar Almeida, 30 anos, que geria uma roullote na Quinta dos Ingleses, em Carcavelos.

Segundo uma nota da Procuradoria-Geral Regional de Lisboa, divulgada esta terça-feira, “no dia 3 de março de 2024, cerca das 04h20m, no parque 1 de terra batida da Praia de Carcavelos, sito na Avenida Marginal , em Carcavelos , desencadeou-se um conflito entre o arguido, que explora um estabelecimento comercial aí situado e onde reside, e o ofendido, cliente estabelecimento”.

“Na sequência desse desentendimento, o arguido perseguiu o ofendido munido de um pau/bastão de madeira e, quando o alcançou, desferiu-lhe pancadas em diversas partes do corpo, designadamente na cabeça”, diz a nota, segundo a qual, “em consequência da atuação do arguido, o ofendido veio a falecer ainda no local, tendo o óbito sido declarado pelas 05h35m”.

“Não queria matar”
Josimar Almeida, segundo Cascais24Horas apurou, nunca abandonou o local, acabando por ser detido pela PSP sem qualquer resistência e afirmando, depois de ter sido declarado o óbito, que “não era sua intenção matar” a vítima.

Depois de ter recolhido à sala de detenção, na sede da Divisão Policial de Cascais, foi esta segunda-feira submetido a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Cascais e viu confirmada a a prisão preventiva, tendo recolhido ao Estabelecimento Prisional de Caxias.
A direção do inquérito está a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP)do Núcleo de Cascais.

Bruno Ribeiro nasceu em Goiânia, onde vive a mãe, e morava com o pai há cinco anos, no Estoril. Trabalhava como entregador.
Na madrugada do crime, Bruno estava acompanhado da namorada e de um amigo na roullote de comes e bebes.

Por motivos fúteis, Bruno e Josimar entraram em conflito.

A namorada tinha-se ausentado e o amigo que os acompanhava teria pedido calma, mas o confronto entre os dois homens acabou na trágica morte de Bruno Ribeiro, que estaria embriagado, o que, em parte, pode ter contribuído para ficar mais vulnerável perante a agressão protagonizada pelo suspeito.

Notícia relacionada

JOVEM morto em Carcavelos
https://cascais24horas.pt/jovem-morto-em-carcavelos/

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *