18 de July, 2024
GALP corta energia aos Bombeiros de Parede
Destaques Segurança

GALP corta energia aos Bombeiros de Parede

Abr 15, 2024

Por Redação | 16h34

Num manifesto desrespeito pelas instituições, sobretudo de utilidade pública e que têm por missão a segurança e proteção de pessoas e bens, a GALP mandou cortar, esta segunda-feira, de manhã, o fornecimento de energia aos Bombeiros de Parede, apurou Cascais24Horas.

Sem “aviso prévio e documento de suporte”, um funcionário da E-Redes compareceu nas instalações e cortou a anergia elétrica que, além de servir o quartel e o seu normal funcionamento, também afetou o respetivo centro clínico.

Em declarações a Cascais24Horas, João Esteves, presidente do conselho de administração da Associação Humanitária Amadeu Duarte confirmou que, “lamentavelmente, fomos surpreendidos com este corte”.

Em março último, a Associação estava em divida para com a Galp de faturação no valor de cerca de 34 mil euros, metade dos quais, isto é 50%, no valor de 17 mil euros foram pagos neste mesmo mês, com a proposta de um acordo dos restantes 50% da dívida começarem a serem a ser pagos mensalmente a partir de este mês de abril.

No entanto, o departamento jurídico do fornecedor de energia não terá ainda respondido à proposta, apesar das insistências dos responsáveis pela histórica Associação Humanitária de Bombeiros de Parede.

Segundo João Esteves, “desde que assumimos o conselho de administração que estamos a procurar resolver todos os problemas financeiros, com honestidade e transparência, mas não podemos deixar de lamentar esta ação por parte da Galp”.

Até ao momento, a energia não foi restabelecida, estando a ser assegurada por gerador.

Cascais24Horas procurou, mas sem sucesso, obter esclarecimentos junto da Galp.

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *